01 tratada

SAAE IMPLANTA COLETA SELETIVA NA ETA III E ETE – MAC

  • Redatores: Rose Parra – DCS/Saae
  • Release N.º: 1398
01 tratadaadmin | SAAE | Indaiatuba -SP

O Serviço Autônomo de Água e Esgotos (Saae) implantou dois pontos de Coleta Seletiva em Unidades da Autarquia.  Uma foi instalada na Estação de Tratamento de Água (ETA III), localizada no Bairro Pimenta e a segunda na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE – MAC) Mário Araldo Candello, localizada no Distrito Industrial. A iniciativa da implantação de coleta seletiva nas Unidades do Saae é também da Comissão de Meio Ambiente e Qualidade da Água da Autarquia. A previsão é de que até o final deste ano sejam instalados containers de Coleta seletiva em todas as unidades do Saae.

Segundo informações de um dos responsáveis pela ação, o tecnólogo em Gestão Ambiental do Saae, Ildo de Sousa Dias, a sociedade gera uma grande quantidade de lixo, o que traz diversas consequências para o meio ambiente e problemas que interferem diretamente na qualidade de vida das pessoas. “Para reduzir o impacto desses problemas é fundamental combater suas causas e mudar nossos hábitos de consumo. Uma das adaptações mais simples e fáceis de serem realizadas é a coleta seletiva”, explica o tecnólogo.

Papel, vidro, metal e plástico. São esses os resíduos que o cidadão pode descartar em um Ponto de Coleta Seletiva. A iniciativa permite separar os materiais que podem ser reutilizados e reciclados. Dessa forma, há uma redução considerável na quantidade de resíduos gerada.

“Outro reflexo positivo da coleta seletiva é que a prática ajuda a preservar os recursos renováveis, que servem de matéria-prima para diversos produtos. A prática de coleta seletiva ajuda ainda no aumento da vida útil dos aterros sanitários, uma vez que esse material deixa de ir para os aterros e passa a ser encaminhado para as indústrias de reciclagem, transformando um problema ambiental em matéria prima para novos produtos”, incentiva Ildo de Sousa,

O material recolhido é encaminhado para o centro de triagem da Prefeitura, e a renda adquirida na venda desses materiais, deverá ser revertida para projetos assistenciais do Fundo Social de Solidariedade (Funssol) responsável por desenvolver projetos sociais dos segmentos mais carentes da população.

Para o superintendente do Saae, Eng. Sandro Lopes Coral, é muito importante à instalação de pontos de coleta seletiva, já que também funciona como um processo de educação ambiental. “Na medida em que sensibiliza a comunidade sobre o problema do desperdício de recursos naturais e da poluição causada pelo lixo, mais pessoas aprendem sobre a necessidade da reciclagem. Temos responsabilidade social e ambiental com a população. Por isso, ampliar os locais de coleta e facilitar que a população possa trabalhar a reciclagem e a coleta seletiva, é de extrema importância”, completa o Superintendente.

01 tratada