asd

SAAE recebe esculturas de artistas plásticos de Indaiatuba no Parque do Mirim e Museu Da Água

  • Redatores: Sergio Gatolini – DCI/Saae
  • Release N.º: 1391
asdadmin | SAAE | Indaiatuba -SP

O Serviço Autônomo da Água e Esgotos (SAAE) recebeu através da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), a doação de 4 obras de artistas plásticos do município.

As obras fazem parte do projeto desenvolvido pela Secult, para o auxílio ao setor Cultural, que sofre com os impactos causados pela pandemia do novo Coronavírus, através da Lei Aldir Blanc, como vem sendo chamada a Lei de Emergência Cultural 14.017/2020, que dispõe ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas durante o estado de calamidade pública.

Os trabalhos intitulados “O Coração e Suas Artérias” de Rafael da Silva Pereira, “Singular” de Paulo Roberto Gomes, “Mãe Natureza” de Larissa Brito e “Equilíbrio Natural” de Adriano Zechini da Silva poderão ser conferidos pela população no Museu da Água e no Parque do Mirim, próximo ao mirante.

“Mais uma vez o Saae se destaca quanto o assunto é cultura. Convido a população a conhecer as obras que ficaram muito bonitas” comenta o superintendente do Saae, engº Sandro Lopes Coral.

As Obras

O Coração e Suas Artérias

A proposta da obra é trazer para o público a ideia do coração como órgão principal do planeta, assim como ele é no corpo humano. Passando a experiência visual deste órgão, como, se a natureza em toda sua diversidade de fauna e flora fossem o coração do mundo.

O coração e suas artérias circulam o sangue no corpo assim como as raízes das matas interagem para manter circulando o fluxo de nutrientes que sustentam os galhos e as folhas, renovando, através da fotossíntese, o ar nas florestas ao nosso redor. O projeto quer dar visibilidade a algumas das espécies de plantas locais e chamar a atenção para a importância da preservação e atualidade da situação das matas nativas.

Utilizando formas geométricas mescladas com elementos orgânicos (vasos de plantas), a construção da obra será feita com chapas metálicas tentando evocar rigidez de material em contraste com a fragilidade das plantas.

Singular

Uma representação única, de dois indivíduos dentro de seu respectivo conceito habitual, mantendo suas características em uma releitura com formas não convencionais, e de fácil interpretação; agradável aos olhos e ao toque. Essa obra visa além da conscientização, o respeito perante a beleza, nos fazendo pensar sobre a natureza que nos rodeia em meio ao grande volume das habitações humanas.

A junção de dois elementos, cuja sua presença ainda é ameaçada de extinção. A fragilidade e o medo na expressão do Lobo Guará, mostra que cada vez menos, será visto pelas próximas gerações, devido ao desmatamento das regiões onde ele habita, e por serem vítimas constantes de atropelamentos nas rodovias de alguns municípios de certas regiões do Brasil. A imponência e o esplendor da araucária, que com seus frutos pode se reproduzir por meio de dispersão, também pode ter como um grande aliado na sua propagação a gralha azul, porém seu corte ilegal e a coleta excessiva do pinhão, põe em risco sua presença nos campos e florestas de diversas regiões do país.

Mãe Natureza

Ninguém melhor que a própria Mãe Natureza para representar Fauna e Flora do nosso país. Sentada em posição de Lotus, Ela busca o equilibro entre homem e Natureza, da mesma forma que o cidadão Indaiatubano, ao integrar-se com o meio ambiente nos nossos parques, bosques e praças.

Equilíbrio Natural

O projeto a ser realizado será uma escultura representando um grande recipiente tendo toda a seu conteúdo (simulação de tinta e/ou de água) derramado de uma altura aproximada de 2m, com uma base aproximada de 1,5m. O modo como foi projetada, a autossustentação da escultura em si irá causar a impressão que ela está “parada no ar”, já despertando de longe grande impacto e a curiosidade dos observadores.

A obra traz a essência do objeto “paralisado no tempo” (como se fosse uma foto de algo em movimento, porém, esse mesmo efeito será produzido com um objeto 3D de grande escala que poderá ser observado e vivenciado pelos observadores em tempo real).

Para contemplar o “Fauna e Flora”, o projeto inclui em toda sua estrutura a criação espaços para que plantas sejam fixadas, ou seja, o projeto irá ter em sua estrutura plantas verdadeiras crescendo, além plantas de plástico (imitando a realidade).

WhatsApp Image 2021-02-23 at 15.52.04
Lobo Guará
WhatsApp Image 2021-02-23 at 17.14.24
WhatsApp Image 2021-02-23 at 17.14.25 (1)