CONSUMO DE ÁGUA EM INDAIATUBA SUPERA MÉDIA DO ESTADO

  • Redatores: DCI/Saae
  • Release N.º:1522 – 23-08-2022
admin | SAAE | Indaiatuba -SP

O consumo diário per capita de água em Indaiatuba figura entre os mais altos do Estado de São Paulo, segundo informações do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento Diagnósticos (SNIS), do Ministério do Desenvolvimento Regional. Com base nos dados enviados pelo Serviço Autônomo de Água e Esgotos (Saae), o SNIS utiliza uma fórmula própria onde o cálculo é baseado no consumo total, incluindo comercial, industrial e doméstico (maior consumo). Com uma população de 253 mil habitantes o município teve média de 202 litros por pessoa por dia, e supera a média do estado, que é de 176 litros e do Brasil que é de 152 L/pessoa/dia. A ONU (Organização das Nações Unidas), considera suficientes 110 litros de água por pessoa.

O Consórcio PCJ (Consórcio formado pelos municípios das bacias dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí) tem alertado sobre as consequências da estiagem, que poderá ainda, ser muito mais severa, e para minimizar os problemas de abastecimento que possam ocorrer.  A Gerente técnica do Consórcio PCJ, Andréa Borges, divulgou que a média de consumo na região é de 187 litros por dia, portanto mais alta que a do o estado de uma maneira geral. Ela também alertou para uma piora na oferta de água para a população, que normalmente só começa a se preocupar quando falta.

A Gerente técnica atentou pelo fato de se tratar de uma região de escassez hídrica, com pouca água para todos os usos, tanto doméstico, industrial, comercial, agrícola. Para ela, é fundamental que cada um faça a sua parte, já que o maior consumo de água de toda a nossa bacia é doméstico.

Em Indaiatuba não foram necessárias condutas drásticas como a adoção do “rodízio de abastecimento”, prática que foi implementada por cidades da região. Para que isso seja evitado, é constantemente solicitado a colaboração e a atenção da população quanto ao uso consciente da água. A economia no consumo de água tratada minimiza os problemas com a escassez hídrica, aumentando a vida útil dos mananciais, uma vez que se reduz o volume de água a ser captada e tratada, o volume de esgotos a serem coletados e tratados e o consumo de energia elétrica e produtos químicos.

Além disso, nos últimos anos, Indaiatuba investiu em projetos e obras que possibilitou enfrentar os períodos de stress hídrico com mais segurança do que outras cidades da região.

O Serviço Autônomo de Água e Esgotos (Saae), autarquia responsável pelo abastecimento da cidade, mantém ações contínuas de combate às perdas de água no sistema de distribuição, recuperação de nascentes e desassoreamentos para aumentar a oferta de água, além de campanhas de economia e conscientização sobre o uso racional da água e enfatiza as campanhas em períodos de estiagem. Além disso, a autarquia desenvolve programas de Educação Ambiental acessível por todas as camadas da população, como o “Na Trilha da Águas” e possui um moderno centro de educação sobre o assunto: o Museu da Água.

DICAS PARA ECONOMIZAR ÁGUA

– Use vassoura e balde para lavar áreas comuns. Evite usar mangueira;

– Diminua o tempo do banho;

– Evite lavar o carro, e se o fizer utilize balde e não com mangueira;

– Não dê descarga à toa – não utilize o sanitário como lixeira;

– Molhe plantas pela manhã ou à noite: Nos horários mais quentes as plantas absorvem mais água. Troque a mangueira pelo regador;

– Ao lavar a louça feche a torneira enquanto ensaboa a louça e deixe para enxaguar tudo no final;

– Fique muito atento aos vazamentos, pois pode passar despercebido e é um dos grandes vilões do desperdício;

– Feche as torneiras para escovar os dentes e se barbear;

– Não jogue óleo na pia: Um litro de óleo contamina até 400 mil litros de água;

– Descongele alimentos na geladeira: não use água corrente;

– Cozinhe legumes em pouca água: dessa forma vai ferver mais rápido e você economiza gás também.



Abra chat
1
Precisa de ajuda?
Somente emitimos 2a. via que não consta no site, antes verifique no menu SERVIÇOS ON-LINE, 2a. via. Obrigado