Mês de Abril teve índice de chuvas abaixo da média e consórcio PCJ alerta preocupação

  • Redatores: Marco Matos – DCS/Saae
  • Release N.º: 1501
  • Foto: Marco Matos – DCS/Saae
admin | SAAE | Indaiatuba -SP

Segundo a medição do pluviômetro oficial instalado na ETA III, no Bairro Pimenta, o mês de abril teve 2,6 mm de chuva acumulado. Foi o terceiro índice de precipitação mais baixo já registrado no mês nos últimos 10 anos. Anteriormente o pior índice foi registrado no mês onde tivemos 0,1mm em 2020, cada milímetro (mm) corresponde a um litro de água por metro quadrado (m²).

Apesar do verão deste ano ter tido um volume de chuvas superior a 2021, quando tivemos a pior estiagem já registrada, ainda está abaixo da média para o período. As chuvas do verão são importantes para abastecer o lençol freático e manter um bom volume de água nos cursos hídricos.

A média para os meses de dezembro, janeiro, fevereiro e março é de 620 milímetros. Este ano tivemos 519 milímetros de chuvas e em 2021 foram 368mm.

Com as chuvas abaixo da média, os mananciais já começam a apresentar baixa vazão e piora na qualidade, uma vez que carregam mais matéria orgânica, já sendo necessária a utilização de uma quantidade maior de produtos químicos em seu processo de tratamento.

O Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), declarou à imprensa que neste mês o índice de chuvas nas bacias PCJ estão com 65% da média histórica, declarou o Coordenador de projetos do consórcio, José Cesar Saad.

Ainda segundo Saad, os institutos de meteorologia indicam que os meses de maio, junho e julho serão meses com chuvas também abaixo da média. Isso mostra que nós teremos um período seco bastante severo.

Com os acontecimentos globais: aquecimento, guerra, crise financeira, a oferta de produtos químicos está cada vez mais escassa, mostrando um cenário preocupante para este ano, por isso, a economia de água pela população, o uso sem desperdícios, é de extrema importância para que o abastecimento se mantenha constante, uma vez que quanto menos se consome, menor quantidade de água é retirada dos cursos hídricos.

A economia e uso consciente da água é de extrema importância e a mudança nos hábitos de consumos fazem muita diferença:

  • Não lavar calçadas com mangueira, utilize a vassoura;
  • Não lavar o carro com mangueira, utilize balde;
  • Fique atento aos vazamentos na rede hidráulica;
  • Evite banho demorado;
  • Reutilize a água da máquina de lavar para limpeza de quintal;
  • Molhe as plantas ao entardecer ou amanhecer;


Abra chat
1
Precisa de ajuda?
Somente emitimos 2a. via que não consta no site, antes verifique no menu SERVIÇOS ON-LINE, 2a. via. Obrigado