Laboratório de Águas do Saae faz controle de vegetação aquática na barragem do Mirim

  • Redatores: Marco Matos/Renata Coutinho – DCS Saae
  • Release N.º: 845
t465__dcs2754Foto: Marco Matos - DCS Saae

Na última quinta-feira (20) o Laboratório de Águas do Controle de Qualidade do Serviço Autônomo de Água e Esgotos (Saae), esteve na represa do rio Capivari-Mirim para fazer o controle da vegetação aquática conhecida como “Macrófitas” no espelho-d´água, de aproximadamente 1,3 milhão de metros quadrados, formado pela construção da barragem.

O intuito da ação é diminuir o excesso destas plantas aquáticas, através do controle manual (manejo com auxílio de gadanho e pequena embarcação).

As macrófitas aquáticas são essenciais ao perfeito equilíbrio do ambiente aquático, sustentando um elevado número de organismos, diminuindo a turbulência das águas e, consequentemente, sedimentando os materiais em suspensão, principalmente naqueles pontos onde a mata ciliar foi suprimida. São também utilizadas como substrato para a desova e refúgio de vários organismos aquáticos, como peixes e insetos. Mas o excesso pode comprometer este equilíbrio e causar morte de peixes.

LABORATÓRIO

O Laboratório de Águas do Controle de Qualidade do Saae avalia a condição dos corpos hídricos existentes (poços, nascentes, rios, córregos) e da água tratada distribuída à população de Indaiatuba, através de coletas e análises, de acordo com a legislação vigente.



Abra chat
1
Precisa de ajuda?
Somente emitimos 2a. via que não consta no site, antes verifique no menu SERVIÇOS ON-LINE, 2a. via. Obrigado